Imprensa

Revista Eletrolar News
Revista Eletrolar News Pulicado em 28 de jul 2023

Especialistas apontam as principais tendências para o 2º semestre de 2023

Mariano Gordinho foi um dos entrevistados e fala sobre as perspectivas do setor de distribuição de tecnologia para o segundo semestre

28/07/2023 11:16:40

A Edição 155 da Revista Eletrolar News aponta as tendências do setor de distribuição de tecnologia, a partir do ponto de vista de especialistas e executivos do segmento, entre eles Mariano Gordinho, presidente-executivo da ABRADISTI.

Entre os destaques estão a ampliação de soluções personalizadas, os investimentos em operações logísticas e a aceleração do consumo.

“Há demanda aquecida para conectividade, cibersegurança e computação em nuvem, além do uso de IA e do universo IoT. As empresas entenderam o valor estratégico dessas áreas e investem cada vez mais”, destaca Mariano Gordinho.

Outros pontos citados pelos especialistas como tendências são:

  • Rápido crescimento do mercado on-line
  • Mudanças nos padrões de consumo e demandas por maior eficiência e sustentabilidade
  • Grande evolução e maior profissionalização do mercado de distribuição nos últimos anos

Entre os desafios, os destaques ficam para: as altas taxas de juros, a inadimplência, a falta de disponibilidade de alguns produtos, o gerenciamento de estoque, de modo a evitar a obsolescência e a elevada carga tributária brasileira.

A tendência é de melhora na disponibilidade de produtos para o 2º semestre de 2023 e de aceleração do consumo, em função de melhores condições econômicas, porém, Mariano Gordinho prevê um crescimento moderado do setor em 2023, próximo dos dois dígitos, por conta das incertezas do mercado, no âmbito nacional e internacional.

Leia a matéria completa na edição 155 da Revista Eletrolar News em https://www.eletrolar.com/revista-eletrolar-155/

0 COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

Seja o primeiro a comentar