Imprensa

Infor Channel
Infor Channel Pulicado em 27 de jun 2024

ESPECIAL ABRADISTI: Canais se reinventam e direcionam transformações na Distribuição

Matéria especial na Revista Infor Channel destaca como VARs escalam para grandes contas, revendas se especializam em segmentos de PMEs e outros dados mostram capacidade de adaptação dos Canais de TI, segundo a 13ª edição do Censo das Revendas

27/06/2024 19:19:21

A edição nº 80 da Revista Infor Channel (junho/2024) traz quatro páginas do Encarte Abradisti produzido especialmente pela publicação – que também é parceira estratégica associada.

O jornalista Vanderlei Campos acompanhou a apresentação em primeira mão dos resultados do Estudo Setorial e do Censo das Revendas de 2024, durante o 14º Encontro Anual da entidade, e aproveitou a oportunidade para repercutir os dados e o cenário atual do mercado com os principais executivos do setor.

Esta publicação marca o início de uma nova fase de colaboração mais próxima entre a Abradisti e a Infor Channel: acompanhe o blog e as redes sociais da Abradisti para conhecer as novidades em breve!

Leia abaixo alguns dos destaques deste especial:

Capacidade de reorganização dos Canais

Mesmo em um cenário de redução de investimentos pelo setor público e pelas pessoas físicas, os canais obtiveram resultado positivo, com crescimento, principalmente por atuarem também como VARs (revendedores de valor agregado). Essa adaptabilidade fez com que o ticket médio e o faturamento aumentassem no período.

Verticalização e modelo de outsourcing completo são tendências

Mariano Gordinho, presidente-executivo da Abradisti, destaca que a integração em forma de um pacote na hora de apresentar e vender soluções é uma estratégia que tem crescido entre as revendas e aponta:

“Esses ‘contêineres’ estão definindo um novo revendedor, capaz de chegar no cliente, entender a oportunidade e propor uma solução. Mas se falar de um monte de tecnologias e hesitar à primeira pergunta sobre o caso de uso, a empresa vai querer consolidar seus negócios com quem passa mais tranquilidade”.

Principal problema não é mais a taxa de juros

O Censo das Revendas do ano passado apontou o fator ‘taxa de juros’ como principal problema, porém, na edição deste ano, ele aparece em 3º lugar, com 35% das menções.

De acordo com as revendas entrevistadas, Gestão de Dados e Capital Humano são os principais dificultadores, com 40% das menções cada.

Projeção de crescimento real de receita para as revendas

No B2C percebe-se um bom índice de vendas em desktops e monitores para gamers e smartphones com 5G de até R$1.000,00 e há ainda boas perspectivas para 2024 e 2025.

“A boa notícia é que o parque, expandido em 2020 e 2021, tem agora o seu momento de refresh. Vai haver crescimento no mercado de hardware e bom mesmo vai ser 2025”, prevê Ivair Rodrigues, diretor de Pesquisa de Mercado da IT Data.

Ainda segundo a IT Data, grande parte das atualizações do parque das empresas serão no modelo de locação.

Executivos e líderes da associadas destacam a importância e relevância do Censo das Revendas:

Durante o Encontro Anual da Abradisti, a reportagem ouviu também líderes e executivos de empresas associadas e foi unânime a percepção sobre a importância do Censo das Revendas e do acesso a dados confiáveis e recentes:

“O estudo da Abradisti e IT Data é o único com informações ricas sobre o mercado local”, enfatiza Patrícia Cocozza, diretora de negócios com parceiros da WDC.

“As análises são vitais em nossa operação e o mapeamento das revendas tem sido particularmente importante para antecipar as mudanças e manter a estabilidade da carteira”, afirma Marcos Coimbra, diretor-presidente da All Nations.

Patrícia Guelfi, diretora de Marketing da TD Synnex, comenta como o estudo vem a confirmar quais são os focos do momento: “O estudo confirma os focos em Nuvem, Segurança e Serviços de valor agregado”.

José Bublitz diretor-presidente da SND, destaca que as informações levantadas através do Censo das Revendas são norteadoras das ações da companhia: “Trabalhamos exclusivamente com Canais. Em tudo que criamos, olhamos os dados da pesquisa. Isso permite ações direcionadas”.

Fábio Zorzo, CEO da Inpower, comenta também a importância do Censo para direcionar as ações junto aos clientes: “O nosso principal desafio é entender o cliente. O distribuidor precisa de revendas com capacidade de escalar o relacionamento. O Censo dá base às estratégias de parceria”.

Antônio Jorge dos Santos, CFO da Golden Distribuidora, aborda um fator que somente uma pesquisa que possui histórico, constância e consistência pode entregar: “A associação organiza o setor e a série histórica do Censo ajuda a entender os segmentos, planejar as estratégias para produtos e o posicionamento”.

Fábio Moro, diretor comercial da NHS, comenta como o Censo é uma ferramenta de identificação de oportunidades: “À medida que o Censo mostra o perfil e as tendências da revenda, vemos outras oportunidades e necessidade de revisões estratégicas. Os parceiros trazem a perspectiva do cliente final”.

E, para finalizar, Marco Chiquie, diretor-presidente da Agis Distribuição, analisa que, hoje, “os distribuidores se alinham à tendência de especialização dos Canais, com verticais de serviços. Hoje temos como um dos eixos desenvolver as vendas de serviços e várias estratégias para inserir o Canal”.

➡️ A reportagem completa pode ser lida na Infor Channel #80 (junho/2024) versão impressa e também no site da revista pelo link: https://inforchannel.com.br/revista-digital/


👉🏼 O relatório de resultados do Censo das Revendas 2024 e conteúdo aberto ao público apresentados durante o 14º Encontro Anual da Abradisti estão disponíveis para download neste link.

0 COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

Seja o primeiro a comentar