Imprensa

Partner Sales
Partner Sales Pulicado em 22 de nov 2022

Abradisti aposta nos treinamentos qualificados para incrementar as vendas do ecossistema de Distribuição

A revista PartnerSales fez uma entrevista exclusiva com Mariano Gordinho, presidente-executivo da Abradisti, sobre o cenário do setor, os estudos realizados durante o ano e as perspectivas para 2023

22/11/2022 15:35:55
Entrevista PartnerSales

A revista PartnerSales entrevistou Mariano Gordinho, Presidente-Executivo da ABRADISTI, para um balanço e uma avaliação sobre o cenário atual do mercado de Distribuição de TIC no país. Mariano comentou resultados deste ano e falou também sobre planos da entidade para encerrar 2022 e entrar em 2023 ainda mais fortalecida.

Acompanhe a entrevista na íntegra:

PartnerSales: Qual a sua análise de estar à frente da Abradisti nesse momento de aceleração da transformação digital?

Mariano Gordinho: Eu me sinto muito privilegiado! Estar na Abradisti e poder ao mesmo tempo promover, influenciar e assistir as mudanças que estão acontecendo no setor, certamente é “estar” num lugar muito especial.

PS: Como está a atuação da Abradisti?

MG: A Abradisti tem aproveitado muito o crescimento acelerado da Distribuição de Tecnologia no Brasil.

Esse cenário tem permitido a ascensão da associação a taxas sustentáveis de dois dígitos. Devemos encerrar o ano com aproximadamente 70 associados e estamos trabalhando fortemente na criação e lançamento de novos programas que venham fazer a diferença dentro do ecossistema onde operamos. 

PS: Quais são as principais demandas e desafios?

MG: Estamos muito focados em oferecer treinamento qualificado para os profissionais de nossos associados e aproximar a associação de outros players importantes do mercado. Sabidamente existe uma lacuna de “mão de obra especializada” e queremos propor soluções para essa demanda. 

PS: Recentemente, a pesquisa anual da Abradisti em parceria com a IT Data apontou que o setor de distribuição de Tecnologia da Informação e Comunicação (TIC) faturou R$ 28,1 bilhões em 2021, um crescimento de 14% em comparação aos R$ 24,7 bilhões do ano anterior. Na sua opinião, qual o motivo para tais índices na nova normalidade? Em 2022, qual é a projeção?

MG: Desde 2020 decidimos incluir dados do mercado de produtos de comunicação em nossa pesquisa setorial, uma vez que a maioria dos nossos associados tem ofertas para esse segmento. Creio que houve uma soma de fatores que contribuíram e, continuam contribuindo, para esse crescimento, que vão desde os ajustes cambiais nos preços de produtos e componentes, até a alta demanda por soluções de TIC para a “nova normalidade”.

De acordo com as informações coletadas, a Distribuição de TIC em 2022 deve superar os R$ 31 bilhões de Faturamento, mais de 10% de crescimento sobre 2021.  

PS: Desde quando vocês publicam as pesquisas anuais do segmento e como as informações impactam o mercado?

MG: Publicamos o 1º Estudo Setorial em 2010, no ano de fundação da Abradisti. De lá para cá, esse relatório se tornou parte do nosso papel institucional. Hoje, acredito que as informações coletadas e tabuladas pela Abradisti, em parceria com a IT Data, se tornaram muito importantes para a avaliação de performance do nosso setor.

PS: O que tem a nos dizer da parceria com a IT Data na produção das pesquisas. Como são realizados os estudos?

MG: Nossa parceria já dura 12 anos. Realizamos dois levantamentos anualmente: o Estudo Setorial e o Censo das Revendas. Para cada um desses estudos utilizamos uma metodologia que estamos aprimorando ao longo desses anos. Sempre baseada em coletar e tabular a maior quantidade possível de dados relevantes,  tendo como objetivo a credibilidade dos resultados. Em retrospecto, consultamos em média entre 30 e 40 distribuidoras/ano e entre 1500 a 2000 revendas/ano. Estamos certos de que produzimos uma amostragem muito realista de mercado. 

PS: Quais as principais pautas da associação em prol das distribuidoras nesse momento que vivemos com tantas mudanças no cenário econômico?

MG: Mantemos diversos Grupos de Trabalho em atividade, justamente com objetivo de estarmos conectados com as principais tendências e demandas do mercado. Dentro desses Grupos, discutimos e aprofundamos diversas pautas – tributárias, legais, fiscais, RH, Marketing – só para citar algumas. 

PS: A Abradisti possui quantas companhias como associadas. Vocês pretendem ampliar a quantidade? Se sim, qual o perfil que procuram?

MG: Atualmente, temos 60 empresas associadas. Nossa meta é terminar 2022 com aproximadamente  70 associados. Em geral, nossos sócios têm o perfil de distribuidoras, apesar de termos também um grupo de fabricantes.  

PS: Quais são as apostas e expectativas da Abradisti neste e nos próximos anos?

MG: O mercado caminha a passos largos para substituir a “entrega de produtos” por “entrega de soluções”.

Cada vez mais as empresas buscam a otimização e racionalização de seus investimentos em Tecnologia. Basta analisarmos o crescimento e a consolidação das ofertas “as a service” para entendermos as tendências.

PS: O que tem a falar sobre as novas tecnologias que ditam o setor de distribuição de TIC do mundo moderno?

MG: As mudanças são irreversíveis e vieram para ficar. 

PS: Qual a avaliação da Abradisti sobre o papel das revendas para o fomento de novos negócios?

MG: As revendas são e continuarão sendo imprescindíveis para o incremento de novos negócios.

PS: Na avaliação da Abradisti, onde estão as novas oportunidades de negócios para o ecossistema no mundo digital?

MG: Em tudo que envolver uma disruptura dos modelos de negócio como Cloud, IA, IoT, entre outras. 

PS: Para concluir, qual o seu recado para o parceiro:

MG: Esteja sempre alerta às mudanças! Bem treinado e preparado para mudar e rever paradigmas. O mercado é mais desafiador hoje, mas quem estiver disposto a se reciclar e a se adaptar aos novos tempos, será recompensado.

Leia a entrevista completa publicada também no site da PartnerSales por meio do link abaixo:

https://www.partnersales.com.br/noticia/abradisti-aposta-nos-treinamentos-qualificados-para-incrementar-as-vendas-do-ecossistema-de-distribuicao

0 COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

Seja o primeiro a comentar